Trotes

trotes

 

Evite divulgar detalhes da sua vida nas redes sociais e utilize os filtros de segurança disponíveis. Os possíveis criminosos podem utilizar esses dados para intimidá-lo. Uma boa dica é usar também senhas de segurança no aparelho celular. Isso dificulta o acesso à sua agenda em caso de perdas e roubos.

Ligação suspeita? Como agir em trotes de sequestro? Mantenha a calma; Não confirme dados nem fale nomes de familiares; Desligue o telefone e procure a pessoa supostamente sequestrada; Informe a polícia caso descubra dados de quem ligou. Nenhum sequestro real demanda tanto tempo em uma ligação.

Se por acaso receber ligação telefônica ameaçadora narrando sequestro de parente, procure manter a calma para ter condições de identificar a veracidade dos fatos. Preste atenção nas informações abaixo, que são características do famigerado golpe:

1) O marginal não pára de ameaçar a vítima e determina a todo o momento que o telefone fixo ou celular não seja desligado em hipótese alguma;

2) A pressa do suposto sequestrador é uma das principais características do falso sequestro por telefone, pois no “verdadeiro” as quadrilhas especializadas não têm pressa, sabem que os familiares do refém precisarão de tempo para levantar o dinheiro do resgate;

3) O negociador aceita qualquer quantia e abaixa os valores rapidamente a pedido da vítima;

5) Indague ao suposto sequestrador qual foi à hora e local exato que seu parente foi capturado e as vestimentas do refém. Se o bandido não responder à suas indagações, é porque se trata de um golpe e não de um sequestro;

6) A vítima deve fazer uma pergunta que somente o parente seqüestrado saiba. O criminoso ficará nervoso e alegará que matará a vítima se o valor não for pago, e não responderá a pergunta, caracterizando assim tratar-se de um falso seqüestro;

7) O fato de o bandido fornecer uma conta bancária para depósito do dinheiro é um forte indício de golpe e não de seqüestro;

Fonte: CNJ

14449836_1226421027430655_2149971373967502012_n